Área de Sócio

Jornal do Congresso

30.º Congresso Português de Aterosclerose, n.º1

Sessões do Congresso | Assista aos vídeos

Vídeos XXX Congresso Português de  Aterosclerose

30.º aniversário

PRIMARY CARE SUMMIT ACADEMY 2022

PCS Academy

Hipercolesterolemia Familiar (HF)

 

Materiais informativos

Hipercolesterolemia Familiar (HF)

Desenvolvidos pelo “International FH Paediatric Register”.

Uma cortesia do Grupo de Investigação Cardiovascular do INSA para chegar as famílias com crianças com FH para que melhor compreendam a sua doença e vivam melhor com ela.

Foram desenvolvidos para idades diferentes com conteúdos adaptados:

sexta-feira, 09 dezembro 2022 09:36

In Memoriam do Prof. Doutor Fernando de Pádua, por Dr. Francisco Araújo, presidente eleito da SPA, em nome da direção

"Meu querido, Professor Fernando de Pádua.

Talvez nunca lho tenha dito, mas mudou o curso da minha vida. Estava eu quarto ano da faculdade, cheio de insegurança e quase a desistir de um curso que não me preenchia e que teimava em concluir mais por vergonha que por brio. Esse era um ano decisivo, o início do contacto com a clínica e as coisas começavam a mudar com alguns pequenos sucessos. E aí surgiu o convite para trabalhar consigo e tudo mudou.

Percebi que se podiam seguir doentes durante décadas. E que as pessoas se confiavam a si, como se fosse um amigo, um sábio amigo. Essa empatia, criava laços fortes e duradouros. Aliava isso a uma linguagem simples, que todos entendiam, mas que lhes dava conhecimentos preciosos para ter saúde.

Os conselhos tinham a simplicidade que só os visionários conseguem. Como a ideia de que bastava o Titanic ter mudado a rota dois ou três graus, ainda longe do iceberg e teria evitado o acidente. Dizia isso aos jovens. Pequenas mudanças no estilo de vida podiam evitar complicações no futuro.

Tinha a humildade de reconhecer quando não sabia. Só os grandes fazem isso. Na frente do doente, o grande Professor retirava um tratado da estante e com o livro pousado nos joelhos, começava ali mesmo o estudo. Muitas vezes alheando-se, atrasando ainda mais as já atrasadas consultas. E os doentes não reclamavam. Sabiam que também eles seriam tratados como se houvesse todo o tempo do mundo.

Quantas vezes terminámos a consulta depois da uma da manhã. E sempre com o entusiasmo de quem gosta do que faz. Intervalado por vezes com uma espreitadela na novela das nove ou no futebol que passava na TV, enquanto saboreava a sua coca-cola de estimação e a sandes de pasta de amendoim, hábitos americanos que nunca perdeu.

Meia noite. Eu estourado. E o Prof., nos seus oitentas: - ainda aguentas ver mais um Araújo?

Consigo aprendi a importância da mensagem ser simples e da empatia com os doentes. De que nunca devemos perder a humildade. De que o estudo e o trabalho compensam. De que a prevenção é educação.

Foi um privilégio ter trabalhado consigo Mestre."